Você se acha intensx?

-“Você é intensa”- disseram-me, e quem disse convive comigo há quase 20 anos, me conhece bem.❤️

Antes eu achava tão sexy ouvir alguém falar que é intensx, porque parece ter haver com amor, paixão e aventura.

Ter intensidade na vida significa a priori, ter alegria, euforia contagiante e animação em tudo que se faz. Tudo que encanta e tudo que satisfaz, fica muito mais interessante junto com uma pessoa intensa, (meu esposo que o diga rs). A intensidade é um modo nada moderado de viver, te leva à fazer umas loucuras às vezes e busca uma vida que foge de padrões e mesmices e isso pode ser muito divertido e excitante, porque a gente não pensa muito nas consequências.

Um intenso não sobrevive na rotina diária, isso é morrer estando vivo, precisa de novidade sempre e em tudo na vida.

Mas essa intensidade toda tem outro lado, um lado obscuro e sofredor, alguém intenso de fato sofre demais, pois, busca um equilíbrio mental quase que 24 horas por dia, para que não precise ficar se arrependendo de tudo que fez nessas 24 horas ao colocar a cabeça no travesseiro. Quando as emoções tomam conta de um intenso, elas podem tanto construir, quanto destruir tudo ao redor.

A raiva, o estresse e o nervoso, por exemplo, podem levar a pessoa intensa ao verdadeiro caos emocional e existencial, e machucar muita gente, pois, tudo o que sentimos temos que jogar pra fora, ali na hora, e sem pensar nas consequências, ao baixar a adrelina daqueles sentimentos, literalmente você já ferrou com tudo.

Encontrar o equilíbrio cotidianamente tem que ser uma prioridade, bem como a busca incessante por sabedoria para compreender o momento certo de falar ou de calar, de fazer ou apenas observar, de olhar ou fingir que não viu… Coisas simples que são difíceis para alguém que é intenso. A gente na verdade é levado pelos sentimentos, e isso não é nada bom além de ser extremamente perigoso.

Ser intenso tem seu lado bom e excitante, mas busque dentro de você o equilíbrio, algo que vai te dar uma calmaria e que você conseguirá se ouvir, se sentir, se compreender, seja em Deus, na religião ou na meditação, tente observar os motivos que te levam a ser assim.

Esteja do lado de pessoas que sejam seu oposto, será bom para aprender a lidar com as diferenças e com certeza as coisas vão acontecer com mais leveza e assim aprendemos a lidar com as emoções ruins, que apesar de serem ruins, nos ensinam muito sobre viver.

Creio que as mudanças são importantíssimas para o ser, não precisamos deixar de ser intensos, continuemos sendo nós mesmos. Precisamos apenas verificar se nossa intensidade machuca ou fere o outro, se adentramos em espaços que não nos cabem, ou se desrespeitamos os limites alheios.

Aprender a viver em comunidade é a maneira mais linda de viver a plenitude da criação e de curtir a intensidade do nosso ser de maneira completa e saudável.

Pense nisso.

Beijos

Flá.🌻

Anúncios

Momentos

Tem momentos e situações que nos deixamos levar e caímos de cabeça em um abismo sem fim e sem paraquedas.

As emoções, sentimentos e pensamentos já não são mais os mesmos e tudo fica fora do lugar. Será que dá pra voltar?

Situações que fogem do controle deixando o coração à beira mar, pensativo e longe da casa que deveria estar.

Os pensamentos de uma mulher, não são sondáveis porque não há razoabilidade na maioria deles… É pura emoção e sentimento, em um misto de alegria, prazer, tristeza e sofrimento.

Cuidado, a delicadeza da mulher não está no físico, não está no externo, mas dentro dela onde as flechas podem machucar e sangrar até que mate essa guerreira.

Pensamentos meus

Flá.

A vida cotidiana e suas derrotas.

A derrota nem sempre é sentida na perca da luta, ela também é sentida quando se quer mudar algo na vida mas não se consegue.

Antes eu achava que eu como cristã tinha obrigação de apresentar o fruto do espírito, hoje eu me vejo em falta de tantos requisitos, e sei que é à partir daí que a graça salvadora de Jesus intervém.

Contudo, o sentimento de fracasso é avassalador, deixa marcas e medos e constrangimentos pelo caminhar da estrada da vida.

Destrói sentimentos alheios daqueles a quem nós queremos somente o bem.

Juro que não sei porque isso acontece, não queria que fosse assim mas é.

Flá

Solidão e Solitude

Despertei hoje com gritos, silenciosos gritos de duas amigas que chamavam meu nome, elas, minhas companhias: Solidão e Solitude.

Não queria atender, pois Solidão me faz chorar, toda vez que ela vem me faz lembrar do passado e do meu lastimável presente com pessoas ausentes… mas… tive que abrir a porta porque Solitude me faz pensar, refletir, me aceitar e me amar como sou, me faz perdoar a mim mesma e ver que tudo nessa vida tem um porquê! Somos passageiros nessa viagem…

Elas entraram em um silêncio perturbador e eu como sempre comecei a falar, já fui logo “vomitando” meus pensamentos, problemas, minhas dores, mas quando prestei atenção na Solidão, ah! ela estava tão vazia, tão sozinha que fui me derramando diante dela para ao menos tentar, tamanha dor e sofrimento, acalentar .. Tão só, que dó.

Mas tão logo parei e me lembrei de Solitude, ali do meu ladinho, parada, sorrindo e com um brilho no olhar de quem quer falar mas eu não me concentrava para à ela escutar.

Decidi então parar de acariciar a Solidão e ouvir a Solitude da Alma, do meu âmago e compreendi que ambas andam juntas, são irmãs siamesas… Porém uma é o lamento do que se perdeu no tempo e a outra é o clamor do que ficou para que haja transformação e a aceitação do que virá.

…Queria escrever hoje…

Beijos

Flá.